Quando fazer alinhamento e balanceamento?

( 30/11/2018 )

O alinhamento do veículo é para ajustar os ângulos das rodas, as mantendo perpendiculares ao solo e paralelas entre si. Já o balanceamento de um pneu permite que a roda gire sem provocar vibrações nos veículos em determinadas velocidades. Mas quando fazer o alinhamento e balanceamento no veículo?

Para não ter dúvidas, listamos algumas informações para você saber quando deve levar seu carro para o balanceamento. Confira:

- Uma vez ao ano ou a cada 10 mil km;

- Quando realizar a troca dos pneus;

- Se houver indícios de desgaste irregular dos pneus;

- Quando surgirem vibrações ou ressonâncias;

- Sempre que o conjunto roda e pneu forem desmontados para o conserto do pneu ou reparo da roda;

- Sempre que for feito o rodízio dos pneus.

Por que fazer alinhamento é importante?

Na maioria dos veículos, o alinhamento previne:

- O desgaste irregular dos pneus, aumentando a sua vida útil;

- O aumento do atrito do pneu no solo, contribuindo para a economia de combustível do veículo;

- O deslocamento do veículo, melhorando a dirigibilidade e a segurança.

Conheça os danos que a falta de balanceamento nas rodas pode provocar no veículo:

- Desgaste acentuado e irregular em alguns pontos da banda de rodagem dos pneus;

- Desgaste antes do tempo de rolamentos, amortecedores, terminais de direção e articulador axial;

- Perda de tração e estabilidade

Quando fazer o alinhamento dos pneus?

Manter o alinhamento em dia é essencial para ter conforto ao dirigir, sem que o carro fique “puxando” para um ou outro lado da via e, principalmente, para garantir a durabilidade e vida útil correta do conjunto de pneus. Com o carro desalinhado, o pneu tende a gastar de maneira errada, pois uma parte terá mais contato com a pista do que a outra, além de estar trabalhando sempre “forçado”. Listamos situações que ocorrem quando é preciso fazer o alinhamento dos pneus, confira:

- Em todas as revisões periódicas estipuladas pelo fabricante do veículo;

- Sempre após um impacto forte contra buracos, pedras, guias ou outros objetos;

- Sempre que houver a substituição de algum elemento da suspensão ou da direção;

- Toda vez que notar algum comportamento estranho no veículo, tendendo a ir mais

para um lado ou com dificuldade de se manter na trajetória;

- Quando forem verificados desgastes irregulares nos pneus;

- Sempre que houver substituição de pneus.

Depois dessas dicas, garanta a segurança do seu veículo com nossos seguros auto. Clique aqui e solicite um orçamento online.

Fonte: www.gebramseguros.com.br